Instituto Infantil Cordeirinho

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Diários de Infância ilustra atividades de 2014


Sábado, 06 de dezembro, aconteceu nossa reunião de pais e entrega dos tão esperados diários de infância. 

Neste diário, as professoras registraram muitos dos momentos vividos pelas crianças durante todo o ano, e ele mostra, o quanto cada um cresceu e se desenvolveu.

Fazer este diário implica reflexões, planejamento, organização, entre outras práticas pedagógicas. Desta forma, guarde com carinho e use pra recordar este momento mágico vivido pela criança aqui na escola, e quando sua criança crescer, compartilhe estes momentos se encantando com a magia de ser criança.

Na oportunidade, agradecemos aos pais pelo carinho e confiança depositado em nosso trabalho e à nossa equipe de trabalho, que todos os anos com amor e profissionalismo, nos ajuda a transformar O Cordeirinho em um espaço de vários aprendizados aos nossos pequenos.

Márcia Sudário
Coordenadora Pedagógica

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Primavera no Maternal D - Vamos Plantar?


Os alunos do Maternal D puderam descobrir, explorar e vivenciar o que a Primavera tem a nos oferecer!

A Estação das Flores nos permitiu trabalhar diversos eixos pedagógicos de maneira espontânea e lúdica.

Trabalhamos juntos a percepção tátil, coordenação motora, cores, aromas, medidas, formas e numerais. Além da ênfase no tema reciclagem, onde abordamos a importância da conservação do meio ambiente e pudemos contar com a participação dos pais que nos enviaram materiais descartáveis e lindos retalhos de tecidos para as atividades do projeto.



Recentemente finalizamos nosso projeto da Primavera com uma atividade mais que Divertida!



A turminha plantou pequenas sementinhas que ao serem cuidadas com carinho irão brotar lindas Flores!

Prô Kelly


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Melhores Momentos na Unidade 2 - Mensagem


E mais um ano  está terminando.... Puxa como passou rápido! Agora é chegado o tempo das despedidas! Relembrando tudo o que vivemos juntos, vivemos o que tínhamos que viver, passamos pelo o que tínhamos que passar, alguns momentos foram difíceis mas muitos foram ótimos!

As etapas difíceis serviram para aprender, amadurecer, crescer... e os momentos bons para comemorar, nos encher de alegria e são esses que ficarão para sempre na memória e no nosso coração!

Sentiremos muita falta destes pimpolhos. recordaremos com carinho de cada façanha, das primeiras palavras, dos primeiros passinhos, das coisas mais engraçadas, as curiosidades, as festas,  as farras - enfim tudo o que realizamos juntos!

Mas para nós a solução é simples: se a saudade apertar, é só dar uma escapadinha e passar  na sala em que estarão no próximo ano...só para vê-los, só para abraçá-los...torcer e comemorar cada conquista à frente!
Cada um de nossos pequenos, com seu jeitinho único, nos conquistou! Amamos vocês turminha do Berçário da Unidade II /2014, e desejamos que cresçam lindos e fortes cercados de todo o carinho e atenção que merecem!

Aos pais... nosso muito obrigado! Obrigada por confiarem em nosso trabalho...obrigado por entregar em nossas mãos seu maior bem...obrigada por cada sorriso, abraço de gratidão, por cada momento em que valorizaram nosso esforço conjunto.

E tenham certeza,Papai e Mamãe, fizemos nosso melhor, com todo nosso coração!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Aprendendo a preservar o meio ambiente no Jardim2A

No início do século XX, estudiosos, técnicos e autoridades de São Paulo já alertavam para a degradação do rio Tietê, seus relatórios traziam informações sobre a poluição crescente. Durante um período de seca em 1933, os relatórios dos técnicos da repartição de águas e esgotos, traziam a informação de que, desde a confluência com o rio Tamanduateí até pouco depois do encontro com o rio Pinheiros, as taxas de oxigênio na água eram baixíssimas. Isso ocorria até a cidade de Pirapora e já ocasionava a morte dos peixes.

Os fatores que contribuíram para isso foram:

-Retificação do rio
-Ocupação irregular das margens e das áreas de mananciais que alimentam o rio
-Lançamento de dejetos industriais em suas águas e afluentes
-Lançamentos de esgotos domésticos em suas águas e afluentes
-Despejos  de lixo diretamente no rio ou indiretamente pelas águas das chuvas.

A somatória desses fatores fez o rio Tietê no trecho metropolitano um rio morto, o que significa que suas águas não apresentam oxigênio suficiente para garantir a existência de um ecossistema.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...